Copie a tag abaixo e cole-a entre as tags de todas as páginas do seu site

Questão discursiva sobre impactos de hidrelétricas, da Unesp

(UNESP/2011) O tabu das hidrelétricas na Amazônia

Segundo especialistas, o Brasil precisa de mais represas – inclusive na Amazônia – para evitar futuros apagões (…) e o maior empreendimento do Brasil nessa área é a usina hidrelétrica de Belo Monte, cuja construção enfrenta protestos ambientais.
A rejeição às grandes barragens é produto de um histórico de erros no setor. (…) O símbolo desses enganos é a usina de Balbina, erguida nos anos 80 no rio Uatumã, no estado do Amazonas. (…) Os construtores inundaram a área sem retirar as árvores, que viraram um grotesco paliteiro. A madeira em putrefação atraiu nuvens de mosquitos para a região, matou os peixes e gera metano, um gás tóxico e responsável pelas mudanças climáticas.
(Época, 12.03.2011. Adaptado.)

Explique por que a não retirada das árvores levou à mortandade dos peixes e à produção de metano no lago de Balbina, e por que o metano é designado, no texto, como um gás responsável por mudanças climáticas.

RESOLUÇÃO:
Houve morte das árvores e a consequente decomposição por bactérias aeróbias. Isso levou a uma redução do teor de O2 na água, o que ocasionou a morte dos peixes.
Na ausência de oxigênio, a decomposição anaeróbia produziu metano, um dos gases responsáveis pelo aquecimento global; portanto, relacionado com mudanças climáticas.

VEJA TAMBÉM:
Famerp 2020 – prova de biologia discursiva

0 comments… add one

Leave a Comment