Copie a tag abaixo e cole-a entre as tags de todas as páginas do seu site

Resumo sobre sistema respiratório – visão geral

Resumo Sistema Respiratório

O sistema respiratório humano atua de modo a fornecer gás oxigênio (O2) às células e a eliminar o gás carbônico (CO2) decorrente da respiração celular. Além de promover a fixação de oxigênio e a eliminação do gás carbônico, o sistema respiratório filtra o ar que chega aos pulmões, além de ser responsável pela fonação; e é composto pelas vias respiratórias e pelos pulmões.

Componentes do sistema respiratório

Órgãos do sistema respiratório (Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/)

Dentre os órgãos que compõem esse sistema, estão: o nariz, cavidade responsável pela entrada de ar no organismo, que possui pelos e muco para filtração deste, além de vasos sanguíneos para promover o aquecimento do ar inspirado; faringe, estrutura comum ao sistema digestório, que atua no transporte de gases e de alimento; laringe, estrutura que liga a faringe à traqueia e, além de ser responsável pelo transporte de gases, é o principal local de produção da voz; traqueia, conjunto de anéis cartilaginosos revestido por mucosa, que auxilia na filtração do ar; brônquios, que são ramificações da traqueia, e que se ramificam ainda mais formando os bronquíolos. Os brônquios e bronquíolos encontram-se nos órgãos conhecidos como pulmões, dentro dos quais irão ocorrer as trocas gasosas, processo chamado de hematose.

Esquema de um pulmão (Fonte: https://www.infoescola.com/)

O sistema respiratório depende do músculo diafragma, uma vez que é por meio de sua contração e relaxamento que a inspiração e a expiração ocorrem. Na inspiração, o diafragma se contrai, indo para baixo, e os músculos intercostais permitem o levantamento das costelas, aumentando o volume da caixa torácica, que diminui a pressão interna e, consequentemente, permite a entrada de ar. Já na expiração, há o relaxamento do diafragma, que sobe, e dos músculos intercostais. Desse modo as costelas retornam à posição normal, reduzindo o volume da caixa torácica. Essa redução de volume, aumenta a pressão interna, fazendo com que o ar saia dos pulmões. A imagem abaixo mostra a variação do volume pulmonar durante a inspiração e a expiração.

Inspiração e expiração (Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/)

Durante esse processo, há a hematose, que são as  trocas gasosas que ocorrem por  meio dos alvéolos pulmonares, que são ramificações dos bronquíolos. Nesse processo, os capilares sanguíneos, que se encontram nos alvéolos, são os protagonistas. Sendo assim, o O2 que chega nos alvéolos passa por meio dos capilares, para o sangue, que por ter alta concentração de O2 é chamado de sangue arterial, e vai ser distribuído a todo o corpo. Do mesmo modo, após o processo de respiração celular, o qual resulta em CO2, este chega aos capilares como sangue venoso pelas veias e, por meio da difusão, é transferido para o alvéolo, e daí para o meio externo. Esses dois processos são simultâneos para que não haja interrupção no fluxo de gases pelo organismo, e dependem ativamente da ação do sistema circulatório.

Hematose (Fonte: https://www.infoescola.com/)

VEJA TAMBÉM:
Material teórico sobre a curva de dissociação do oxigênio da hemoglobina

0 comments… add one

Leave a Comment