Copie a tag abaixo e cole-a entre as tags de todas as páginas do seu site

Resumo sobre transporte ativo

TRANSPORTE ATIVO

Sabe-se que na natureza tudo tende ao equilíbrio, e no caso de concentrações entre dois meios, isso também ocorre. No transporte ativo, todavia, o soluto flui contra seu gradiente de concentração, isto é, do meio menos concentrado para o meio mais concentrado, o que é popularmente chamado de “transporte morro acima”. Nesse caso, ao contrário do ocorrido no transporte passivo, há gasto de energia (ATP)  para movimentação do soluto entre os meios intracelular e extracelular.

No caso do transporte ativo, as proteínas de membrana responsáveis por sua efetuação são chamadas de transportadoras, mas muitas vezes podem ser chamadas de bombas. Nesse tipo de transporte, o transportador em questão deve acoplar o fluxo de soluto, energeticamente desfavorável, a um processo capaz de gerar energia para o transporte, de modo que há, então, gasto de energia.

Fonte: https://www.blogdovestibular.com/questoes/questao-transporte-membrana.html

As moléculas transportadas nesse processo são moléculas maiores, ou portadoras de carga, como os íons. Vale ressaltar também que existem três modos de transporte ativo:
A) transporte acoplado, que liga o transporte favorável de um soluto ao transporte desfavorável de outro visando redução do custo energético;
B)bomba movida a ATP, que liga o transporte do soluto à quebra de moléculas de ATP, geradoras de energia;
C)bomba movida à luz, comum em bactérias, em que há o acoplamento do transporte a alguma fonte luminosa.

Um exemplo bastante comum do transporte acoplado consiste na bomba dos íons sódio (Na+) e potássio (K+), necessária à manutenção do equilíbrio osmótico. Nesse caso, a concentração de Na+ é maior fora da célula, enquanto a concentração de K+ é maior no interior  da célula. Neste caso,  há o acoplamento do transporte de 3 íons sódio para fora e de 2 íons potássio para dentro de modo simultâneo, utilizando um mesmo transportador, e evitando o desperdício de energia. Ao final desse transporte, há a polarização da membrana, que é uma condição necessária à condução de impulsos nervosos, por exemplo.

Fonte: https://www1.ibb.unesp.br/

Lembre-se que no transporte passivo, o fluxo se dá a favor do gradiente de concentração e não há gasto de energia, podendo ocorrer osmose, difusão simples ou difusão facilitada. Todavia, no transporte ativo, o fluxo se dá contra o gradiente de concentração e há gasto energético.

O transporte passivo busca IGUALAR as concentrações entre 2 meios; já o transporte ativo garante uma DESIGUALDADE de concentrações entre os dois meios.

0 comments… add one

Leave a Comment