Copie a tag abaixo e cole-a entre as tags de todas as páginas do seu site

Transporte passivo – difusão simples e difusão facilitada

TRANSPORTE PASSIVO

DIFUSÃO SIMPLES E DIFUSÃO FACILITADA


O transporte passivo consiste no movimento de moléculas de soluto para dentro ou para a fora da célula, sem gasto de energia. Esse tipo de transporte age dependendo da concentração dos meios em questão, e, assim como todo sistema natural, há o transporte de solutos até que as concentrações sejam equivalentes, atingindo, então, o equilíbrio. No transporte passivo, o soluto é transportado do meio de maior concentração para o meio de menor concentração, em um movimento que é popularmente conhecido como “morro abaixo”, a favor do gradiente de concentração. O transporte passivo é dividido em três tipos: difusão simples, difusão facilitada e osmose.

Fonte: https://escolaeducacao.com.br/

Difusão simples

Na difusão simples, o soluto transportado deve ser uma molécula pequena, como a molécula de gás oxigênio (O2) para atravessar facilmente a membrana plasmática através da bicamada lipídica. Por ser um exemplo de transporte passivo, o soluto flui a favor de seu gradiente de concentração e não há gasto de energia. É importante que a membrana seja permeável à substância que está sendo transportada.
A velocidade de transporte é proporcional à diferença de concentração entre os dois meios.

Difusão facilitada

Assim como na difusão simples, na difusão facilitada o soluto flui a favor do gradiente de concentração sem que ocorra gasto de energia. Contudo, as moléculas transportadas são maiores que na difusão simples, como glicose e alguns aminoácidos, e, portanto, necessitam de proteínas transportadoras capazes de alterar sua configuração para que o transporte ocorra. Desse modo, nesse tipo de transporte passivo, há a atuação de um modelo tradicionalmente chamado de “chave e fechadura”; em que há a mudança da configuração da proteína de membrana de modo que haja o reconhecimento do soluto em questão para que ele seja transportado.

Essa molécula transportadora, também chamada de permease, só permite o transporte de uma certa quantidade de moléculas por vez; o que indica que, embora a concentração de solutos aumente, o transporte só irá ocorrer à medida que houver permeases disponíveis para efetuação dessa ação. A partir de certo valor da concentração do soluto, ocorre saturação (e a velocidade de transporte estabiliza).

O gráfico abaixo mostra a relação entre concentração do soluto e velocidade do transporte, relacionando difusão simples e difusão facilitada.

Veja também:
Resumo sobre fagocitose e pinocitose

0 comments… add one

Leave a Comment