Enem 2017 resolvido – parte 1

01) Os botos-cinza (Sotalia guianensis). Mamíferos da família dos golfinhos, são excelentes indicadores da poluição das áreas em que vivem, pois, passam toda a sua vida – cerca de 30 anos – na mesma região. Além disso, a espécie acumula mais contaminantes em seu organismo, como mercúrio, do que outros animais da sua cadeia alimentar.
MARCOLINO, B. Sentinelas do mar. Disponível em: http://cienciahoje.uol.com.br
Acesso em: 1 ago.2012 (adaptado)

Os botos-cinza acumulam maior concentração dessas substâncias porque
A) são animais herbívoros.
B) são animais detritívoros.
C) são animais de grande porte.
D) digerem o alimento lentamente.
E) estão no topo da cadeia alimentar.

02) Uma das estratégias para conservação de alimentos é o salgamento, adição de cloreto de sódio (NaCl), historicamente utilizado por tropeiros, vaqueiros e sertanejos para conservar carnes de boi, porco e peixe.
O que ocorre com as células presentes nos alimentos preservados com essa técnica?
A) O sal adicionado diminui a concentração de solutos em seu interior.
B) O sal adicionado desorganiza a destrói suas membranas plasmáticas.
C) A adição de sal altera as propriedades de suas membranas plasmáticas.
D) Os íons Na+ e Cl provenientes da dissociação do sal entram livremente nelas.
E) A grande concentração de sal no meio extracelular provoca a saída de água de dentro delas.

03)  A terapia celular tem sido amplamente divulgada como revolucionária, por permitir a regeneração de tecidos a partir de células novas. Entretanto, a técnica de se introduzirem novas células em um tecido, para o tratamento de enfermidades em indivíduos, já era aplicada rotineiramente em hospitais.
A que técnica refere-se o texto?
A) Vacina
B) Biópsia
C) Hemodiálise
D) Quimioterapia
E) Transfusão de sangue.

04)  A distrofia muscular de Duchenne (DMD) é uma doença causada por uma mutação em um gene localizado no cromossomo X. Pesquisadores estudaram uma família na qual gêmeas monozigóticas eram portadoras de um alelo mutante recessivo para esse gene (heterozigóticas).
O interessante é que uma das gêmeas apresentava o fenótipo relacionado ao alelo mutante, isto é, DMD, enquanto a sua irmã apresentava fenótipo normal.
RICHARDS, C.S. et al. The American Journal of Human Genetics, n.4, 1990 (adaptado).

A diferença na manifestação da DMD entre as gêmeas pode ser explicada pela
A) dominância incompleta do alelo mutante em relação ao alelo normal.
B) falha na separação dos cromossomos X no momento da separação dos embriões.
C) recombinação cromossômica em uma divisão celular embrionária anterior à separação dos dois embriões.
D) inativação aleatória de um dos cromossomos X em fase posterior à divisão que resulta nos dois embriões.
E) origem paterna do cromossomo portador do alelo mutante em uma das gêmeas e origem materna

05) A Mata Atlântica caracteriza-se por uma grande diversidade de epífitas, como as bromélias. Essas plantas estão adaptadas a esse ecossistema e conseguem captar luz, água e nutrientes mesmo vivendo sobre as árvores.
Disponível em: www.ib.usp.br. Acesso em: 23 fev.2013 (adaptado).

Essas espécies captam água do(a)
A) organismo das plantas vizinhas.
B) solo através de suas longas raízes.
C) chuva acumulada entre suas folhas.
D) seiva bruta das plantas hospedeiras.
E) comunidade que vive em seu interior.

06) O fenômeno da piracema (subida do rio) é um importante mecanismo que influencia a reprodução de algumas espécies de peixes, pois, induz o processo que estimula a queima de gordura e ativa mecanismos hormonais complexos, preparando-os para a reprodução. Intervenções antrópicas nos ambientes aquáticos, como a construção de barragens, interferem na reprodução desses animais.
MALTA, P. Impacto ambiental das barragens hidrelétricas.
Disponível em: http://futurambiental.com.
Acesso: 10 maio 2013 (adaptado)

Essa intervenção antrópica prejudica a piracema porque reduz o(a)
A) percurso da migração
B) longevidade dos indivíduos
C) disponibilidade de alimentos
D) período de migração da espécie
E) número de espécies de peixes no local.

07)  A reação em cadeia da polimerase (PCR, na sigla em inglês) é uma técnica de biologia molecular que permite replicação in vitro do DNA de forma rápida. Essa técnica surgiu na década de 1980 e permitiu avanços científicos em todas as áreas de investigação genômica. A dupla hélice é estabilizada por ligações de hidrogênio, duas entre as bases adenina (A) e timina (T) e três entre as bases guanina (G) e citosina (C). Inicialmente, para que o DNA possa ser replicado, a dupla hélice precisa de ser totalmente desnaturada (desenrolada) pelo aumento da temperatura, quando são desfeitas as ligações de hidrogênio entre as diferentes bases nitrogenadas.
Qual dos segmentos de DNA será o primeiro a desnaturar totalmente durante o aumento na reação de PCR?

Resolução:
01) O boto cinza tem hábito alimentar carnívoro (nutre-se predominantemente  de teleósteos, cefalópodes e crustáceos), ocupando o topo das cadeias alimentares. Em decorrência disso, acaba apresentando uma maior concentração de contaminantes em seus tecidos (fenômeno conhecido como bioacumulação).
Resp.: E

02) Trata-se de uma questão abordando osmose, assunto muito batido no ensino médio e nos cursinhos.
Ao salgar o alimento, o meio extracelular torna-se hipertônico em relação ao interior das células que o compõem. Dessa forma, as células perdem água para o meio, por osmose.
Resp.: E

03)  Dentre as técnicas citadas, a transfusão de sangue segue o mesmo procedimento da terapia celular citada no enunciado.
Resp.: E

04) A questão envolve a cromatina sexual. A mulher possui dois cromossomos X em suas células, porém, apenas um deles permanece ativo (o outro é inativado durante as primeiras fases do desenvolvimento embrionário). Se as gêmeas eram heterozigotas para a DMD, tinham genótipo XDcXdc. Acontece, que em uma delas, o cromossomo com o alelo dominante foi inativado (essa manifestou o fenótipo da DMD), enquanto na outra o cromossomo X inativado foi aquele portador do alelo recessivo, que condiciona a doença (essa mulher, portanto, apresentou fenótipo normal).
Resp.: D

05) As bromélias não são plantas parasitas, ou seja, não retiram nada de suas plantas hospedeiras (o que elimina a opção D).
Suas raízes possuem finíssimas ramificações, formando uma estrutura de aparência esponjosa (chamada velame) responsável pela retirada de vapor d’água do ar. Além disso, as bromélias possuem um reservatório de água no centro da planta.
Resp.: C

06)  A construção da barragem interrompe o percurso do peixe, reduzindo a queima de gordura e, de alguma forma, não ativando os mecanismos hormonais indispensáveis à reprodução da espécie.
Resp.: A

07)  Será desnaturada com mais facilidade a porção que apresentar o menor número de ligações de hidrogênio, isto é, o maior número de pareamentos entre adenina e timina.
Resp.: C

Veja também:
Enem 2017 resolvido – parte 2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *