Copie a tag abaixo e cole-a entre as tags de todas as páginas do seu site

Briófitas – resumo para vestibulares e Enem

BRIÓFITAS

Representantes:
Musgos, hepáticas, antóceros.

Musgo (com esporófitos desenvolvidos) Foto: Evandro Marques

CARACTERÍSTICAS GERAIS:

* Não possuem vasos condutores de seiva (avasculares) [ isso limita o tamanho dessas plantas (raramente ultrapassam os 5 cm de altura);

* Habitat: locais úmidos e sombreados; dulcícolas (algumas hepáticas). Podem ser encontrados em troncos de árvores e barrancos (úmidos).

* Algumas espécies vivem em locais muito gelados (Círculo Polar Ártico).

* Ciclo de vida com alternância de gerações. Nas briófitas o GAMETÓFITO é a fase mais desenvolvida e permanente. O esporófito é temporário e dependente do gametófito (desenvolve sobre ele).

* As hepáticas possuem gametófitos laminares, que crescem rente ao substrato; a forma lembra a dos lobos do fígado humano (hepatos = fígado).

* Os esporófitos das hepáticas localizam-se sobre um pedúnculo que emerge do gametófito.

Hepáticas

Os antóceros possuem gametófito multilobulado; o esporófito é alongado e fino.

Antócero

REPRODUÇÃO ASSEXUADA EM BRIÓFITAS:

Fragmentação: comum em hepáticas e em antóceros. Pedaços de um indivíduo (ou de uma colônia) se separam e dão origem a novos indivíduos.

Em hepáticas ocorre reprodução assexuada pela formação de propágulos, que se desenvolvem no interior de estruturas em forma de taça (os conceptáculos).

Hepáticas com conceptáculos

REPRODUÇÃO SEXUADA EM MUSGOS:

Esquema mostrando a reprodução sexuada em musgos

Uma característica no ciclo reprodutivo das briófitas é que os gametas masculinos (anterozoides) são flagelados e, portanto, dependem da água para atingir a oosfera (gameta feminino) –>  fecundação dependente da água.

Os anterozoides são produzidos no interior de anterídeos (gametângios masculinos) e a oosfera é produzida no interior de arquegônio (gametângio feminino).

IMPORTÂNCIA DAS BRIÓFITAS:

* Ecológica (são organismos produtores);

* Proteção de encostas (musgos das turfeiras à tipo de vegetação de regiões úmidas) –>  a turfa é um material orgânico formado por acúmulo de musgos mortos (principalmente do gênero Sphagnum).

* A turfa seca pode ser usada como combustível.

* Uso em jardinagem (turfa) à para aumentar a retenção de água no solo;

* Musgos desidratados são usados em arranjos de flores;

* Podem ser usados como indicadores de poluição do ar (sensíveis a poluentes do ar).

QUESTÃO PROPOSTA:
(Vunesp)
Analise a figura.

As estruturas 1 e 2 indicam as duas etapas reprodutivas de um determinado grupo vegetal que não apresenta vasos condutores.
No grupo vegetal ilustrado, a estrutura
A) 2 é produtora de esporos.
B) 1 é gerada a partir da fecundação.
C) 1 é produtora de grãos de pólen.
D) 2 é gerada a partir da germinação da semente.
E) 1 é produtora de óvulos e sementes.

Resolução:
Na figura,1 indica os esporófitos. São organismos diploides, onde ocorre a meiose (espórica) com a consequente formação de esporos (n). 2 indica gametófitos; organismos haploides responsáveis pela produção de gametas. Após a fecundação (que depende da água), formam-se novos esporófitos.
No ciclo de vida dos musgos, o gametófito é a fase duradoura.
Resp.: B

0 comments