Questão resolvida sobre fragmentação de habitats, da PUC-SP

(PUC-SP/2019-2) A ação humana sobre os ecossistemas, sejam eles terrestres ou aquáticos, tem colocado em risco a sobrevivência de diversas espécies animais e vegetais. Um dos grandes problemas, nesse contexto, reside na fragmentação de hábitats. Em ambientes florestais, por exemplo, a devastação intensiva tem restringido a existência da biota nativa a pequenas áreas remanescentes, os chamados fragmentos florestais. É CORRETO afirmar que, nessas pequenas áreas,
A) haja redução da variabilidade genética das populações ali existentes, tornando-as mais vulneráveis a alterações ambientais.
B) ocorra redução significativa de fenômenos tais como o endocruzamento e a deriva genética, responsáveis pela estabilidade populacional.
C) os organismos confinados comecem, naturalmente, a realizar fluxos migratórios para outros fragmentos, restaurando, assim, o
equilíbrio ecológico.
D) as populações remanescentes mudem sua composição genética com a finalidade de adquirir mais resistência às oscilações ambientais.

RESOLUÇÃO:
Com a fragmentação dos habitats, os indivíduos remanescentes de cada espécie passam a acasalar entre eles (endocruzamentos), o que reduz a variabilidade genética Isso aumenta a vulnerabilidade das espécies remanescentes a alterações ambientais.
Resp.: A

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *