Questão resolvida sobre hibridização do DNA, da UFPR

(UFPR) A técnica de hibridização de DNA permite identificar o parentesco que existe entre diferentes organismos. Ela consiste em produzir fragmentos de DNA de um determinado organismo, separar as duas fitas de DNA desses fragmentos e promover a ligação entre esses fragmentos de DNA de fita simples e os fragmentos de DNA de fita simples de outro organismo, correspondente a um mesmo gene para ambos os organismos estudados.
Para qual dos pares de organismos apresentados abaixo deve ser mais fácil separar as duas fitas de DNA após um processo de hibridização?
A) Beija-flor e crocodilo.
B) Minhoca e ouriço-do-mar.
C) Chimpanzé e humano.
D) Anêmona e medusa.
E) Tubarão e lambari.

RESOLUÇÃO:
Quanto maior o parentesco evolutivo entre duas espécies, mais semelhante é a sequência de nucleotídeos de um mesmo gene comum aos organismos. Logicamente, nesta situação, maior será o emparelhamento das bases entre as fitas simples provenientes de organismos diferentes. Como esse emparelhamento ocorre por meio de ligações de hidrogênio, esse DNA híbrido é mais difícil de ter as duas fitas separadas.
Seguindo esse raciocínio, hibridização de DNA’s provenientes de espécies com parentesco evolutivo mais distante apresentam menos nucleotídeos em comum e, consequentemente, menos pareamentos.
Dentre os animais citados, a minhoca e o ouriço-do-mar são mais distantes filogeneticamente.
Resp.: B

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.