Questão resolvida discursiva sobre malária, da Unifimes

(Unifimes/2017) O protozoário Plasmodium falciparum secreta polipeptídios que aderem à superfície dos glóbulos vermelhos por ele parasitados.
Uma pesquisa recente constatou que esses compostos permanecem aderidos de forma firme e estável à membrana dos glóbulos vermelhos do tipo A, bloqueando o fluxo sanguíneo e a oxigenação dos tecidos humanos. Nos glóbulos vermelhos do tipo O, tal adesão é fraca, tornando os portadores deste tipo sanguíneo resistentes à doença provocada pelo P. falciparum. Os autores sugerem que esses compostos podem contribuir para a variação na distribuição global dos grupos sanguíneos ABO na população humana.
(Folha de S.Paulo, 14.03.2015. Adaptado.)

A) Que doença o Plasmodium falciparum causa nos seres humanos? Cite uma forma de transmissão dessa doença.

B) Em alguns países, há maior frequência de indivíduos do tipo sanguíneo O em relação aos de outros tipos sanguíneos.
Explique, por meio dos genótipos que determinam os tipos sanguíneos, como o parasita citado pode ter contribuído para a maior frequência de pessoas do tipo O na população desses países.

RESOLUÇÃO:
A) A doença é  a malária (febre terçã maligna). Uma das formas de contaminação é pela picada do mosquito Anopheles contaminado.

B) O tipo sanguíneo O apresenta genótipo ii. Como os indivíduos tipo O são resistentes à doença causada pelo Plasmodium falciparum, esses indivíduos são naturalmente selecionados e, ao cruzarem, originam novos indivíduos tipo O (ii x ii à 100% descendentes tipo O), aumentando a frequência de pessoas com esse tipo sanguíneo na população.

VEJA TAMBÉM:
Questão resolvida sobre malária, da UFPA 2014
Questão discursiva resolvida sobre malária, da UERJ 2013

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *