Questão resolvida sobre acondroplasia e nanismo pituitário, da PUC MG

(PUC-MG/2019) O que se costuma chamar popularmente de nanismo pode ser consequência de diferentes heranças genéticas, como a
acondroplasia e o nanismo pituitário, sendo ambos autossômicos. A acondroplasia decorre de alteração no desenvolvimento das cartilagens epifisárias dos ossos longos produzindo um nanismo desproporcional e é letal completo para o indivíduo que recebe dois alelos determinantes da anomalia. Já o nanismo pituitário se caracteriza por baixa estatura, porém com cabeça e membros proporcionais ao
corpo, em decorrência de falta de alelo dominante necessário para produção do hormônio do crescimento.


Com base nas informações acima e outros conhecimentos sobre o assunto, assinale a afirmação INCORRETA.
A) Pais com acondroplasia têm 1/3 de chance de gerar descendentes normais e 2/3 de chance de ter descendentes afetados.
B) Pais normais que já tiveram um descendente com nanismo pituitário têm 25% de chance de gerar filhos normais.
C) Todos os indivíduos acondroplásicos são heterozigotos para o par de alelos determinante do distúrbio.
D) Todos os descendentes de casais com nanismo pituitário serão afetados por esse tipo de nanismo.

VEJA TAMBÉM:
Questão resolvida sobre Siclemia, da Cesgranrio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.