Questão resolvida sobre efeitos do bisfenol na sexualidade, da FMP

01) (FMP/2012) A substância química bisfenol A (BPA, na sigla em inglês), usada na fabricação de diversos tipos de plásticos, pode gerar problemas de sexualidade em roedores, sugere estudo realizado nos Estados Unidos. — O BPA parece suprimir a produção antecipada de testosterona, afirmou um dos pesquisadores.
Em estudo anterior, pesquisadores relacionaram a exposição ao BPA no útero (isto é, durante a gestação) a baixas contagens de espermatozoides e a testículos menores em camundongos machos, nascidos de mães expostas.
Disponível em: <http://globo.com>. Acesso em: 30 jun. 2011. Adaptado.

É possível que os efeitos do BPA em roedores ocorram também em humanos. Considerando-se os efeitos descritos
acima, uma explicação viável para os efeitos do BPA em roedores, durante a espermatogênese, é o(a)
A) aumento da proliferação de espermatogônias no período de crescimento
B) aumento da divisão celular no período de diferenciação
C) diminuição da proliferação de espermatogônias no período germinativo
D) diminuição da diferenciação celular no período de maturação
E) manutenção da divisão celular no período de crescimento.

RESOLUÇÃO:
No enunciado relata uma baixa contagem de espermatozoides nos camundongos cujas mães foram expostas ao bisfenol durante a gestação, o que nos permite deduzir que o bisfenol pode interferir na proliferação das espermatogônias (células que originarão os espermatozoides)  durante o período germinativo.
Resp.: C

VEJA TAMBÉM:
Resolução da prova do vestibular 2017-2 para medicina  da F.M.Olinda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *