Questão resolvida sobre teste de paternidade, da UPF

(UPF/2011) O teste de paternidade, também chamado de teste de DNA, é feito com base em certos trechos do DNA, cujas sequências especiais de nucleotídeos são exclusivas para cada pessoa e transmitidas de pais para filhos, de acordo com a herança mendeliana. Este teste permite confirmar a paternidade com 99,9% de certeza, comparando-se o DNA da criança, da mãe e dos prováveis pais.
Analise os resultados abaixo referentes ao teste realizado em uma determinada situação de confirmação
de paternidade.

Com base neste resultado, assinale a alternativa correta:
A) Tanto o suspeito 1 quanto o 2 poderiam ser o pai desta criança.
B) O pai da criança é o suspeito 1.
C) Nenhum dos suspeitos poderia ser pai desta criança.
D) O pai da criança é o suspeito 2.
E) Esta criança não pode ser filha desta mãe.

RESOLUÇÃO:
A análise de paternidade leva em consideração a distribuição dos fragmentos de DNA, obtida através da eletroforese. Estes fragmentos são herdados dos pais, conforme leis mendelianas, de modo que 50% deles são de origem materna e 50% deles são de origem paterna.
Analisando a figura fornecida, verifica-se que tanto o suspeito 1 como o suspeito 2 podem ser o pai da criança, pela coincidência das bandas entre ambos os suspeitos e a criança.
Resp.: A (O gabarito oficial trouxe B).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *