Fagoc 2019 – prova para medicina parte 1

01) Em um determinado cromossomo, encontrou-se a seguinte frequência de recombinação entre os genes A, B, C e D:
A – B: 17%       A – C: 47%      A – D: 5%       B – C: 30%     D – C: 52
Com esses valores é possível determinar o mapeamento gênico em que a distância entre os genes é dada em Morganídeos (M) ou unidades de recombinação (U.R.). Através dos dados descritos, a distância entre o gene B e o gene D é de:
A) 5 M.
B) 12 M.
C) 17 M.
D) 22 M.

02) A imagem a seguir representa uma sinapse química, onde os elementos citoplasmáticos envolvidos podem ser visualizados. Sobre as estruturas apresentadas são feitas algumas considerações:

I. Em A é possível ver o neurônio pré-sináptico e em B pós-sináptico.
II. O potencial de ação que passa do neurônio em B estimula a abertura de canais de sódio representados em (6), que liberam as vesículas representadas em (2) na fenda sináptica (4).
III. Na fenda sináptica, representada pelo número (4), são liberados os neurotransmissores.
IV. Os neurotransmissores liberados passam para o neurônio pós-sináptico através dos canais representados em (5).
Estão corretas as afirmativas
A) I, II, III e IV.
B) I e III, apenas.
C) II e IV, apenas.
D) I, II e III, apenas.

03) Os foraminíferos são um pequeno grupo de micro-organismos, abundantes nos mares de todo o mundo. Suas células são protegidas por carapaça calcária que pode ter várias pequenas cavidades, todas perfuradas, por onde saem longos e finos pseudópodes (reticulópodes) que capturam seu alimento. Lançam amplamente suas extensas redes de reticulópodes sobre superfícies, tanto na água como nos grãos de areia a procura de alimento. Uma vez que uma diatomácea, bactéria ou outra presa pequena é capturada, esta é transportada ao longo da rede como se fosse uma pessoa transportada em uma escada rolante, seguindo na direção do corpo da célula que espreita como se fosse uma aranha no centro de sua teia à espera do tão suculento alimento. Ao atingir o corpo da célula, a presa é finalmente ingerida por fagocitose.
(Fonte: Infoescola; Petró, Pivel e Coimbra, 2016.)
Os foraminíferos descritos no texto são classificados e caracterizados como:
A) Protistas, autótrofos e eucariotos.
B) Moneras, autótrofos e procariotos.
C) Protistas, heterótrofos e eucariotos.
D) Moneras, heterótrofos e procariotos.

04) Todos os feijões a seguir (Phaseolus vulgaris) possuem o mesmo gene dominante (L) responsável pelo padrão de manchas em seu tegumento. Mesmo que todos tenham genótipo homozigoto LL, alguns têm o tegumento todo manchado (canto inferior direito) e outros não apresentam nenhuma mancha (canto superior esquerdo).

Essa variação da manifestação do fenótipo determinado por um gene é chamada de:
A) Pleiotropia.
B) Expressividade variável.
C) Penetrância incompleta.
D) Codominância ou não dominância.

05) A microbiologia chegou até aquele “lugarzinho” privado que a gente só gosta de ir na casa da gente: o banheiro. Pesquisadores utilizando a biologia molecular conseguiram descobrir sobre a biodiversidade das bactérias que habitam as diferentes superfícies do banheiro (na verdade 12 espécies). As superfícies examinadas pelos pesquisadores para a análise biogeográfica foram:

Os resultados mostram que:
– As comunidades de bactérias do chão compreendem a maior diversidade (mas não necessariamente o maior número) de bactérias;
– Bactérias que habitam a pele humana foram encontradas em maior proporção naquelas superfícies que são rotineiramente e exclusivamente tocadas pelas mãos;
– As superfícies da cabine (descarga e assento da privada) por sua vez foram caracterizadas por bactérias tipicamente do intestino humano.
Uma conclusão plausível desse experimento, analisando os resultados encontrados e os conhecimentos sobre os micro-organismos bacterianos, pode ser identificada por:
A) Nas maçanetas, torneiras e dispenser de sabão foram encontradas bactérias comuns em pele e intestino.
B) O não lavar as mãos aumenta a chance de contaminação de micro-organismos fecais pelos usuários do banheiro.
C) Na descarga foi encontrado maior número de comunidades bacterianas evidenciando a falta de higienização do lugar.
D) A grande diversidade de bactérias no chão é uma evidência que devemos nos preocupar ao usar os banheiros públicos, e para diminuir a contaminação por estes micro-organismos nesse local devemos usar substâncias como o álcool gel nas mãos.

Resolução:
01) Quanto maior a taxa de permuta, maior a distância entre os genes. Assim, os genes D e C são os mais distantes. Como a distância de A-C é de 47 M, conclui-se que A está perto de D (a uma distância de 5 M). B está a 17M de A e a 30 M de C; logo, está entre A e C.
Assim, a sequência dos genes no cromossomo é :

X = 5 + 17 = 22 M
Resp.: D

02) I. Verdadeira
II. Falsa, Não ocorre liberação de vesículas na fenda sináptica; os neurotransmissores presentes nas terminações do neurônio pré-sináptico é que são liberadas na fenda sináptica.
III. Verdadeira.
IV. Os neurotransmissores não passam para o neurônio pós-sináptico.
Resp.: B

03) Os foraminíferos são um grupo de protozoários; portanto, pertencem ao grupo dos Protistas, são eucariontes e heterótrofos.
Resp.: C

04) O quanto determinado gene expressa sua característica em uma população é a expressividade desse gene. No exemplo acima, há casos de expressividade para manchas nula (feijão do lado esquerdo superior) e caso de expressividade muito intensa (lado direito inferior).
Resp.: B

05) O ato de não lavar as mãos favorece a disseminação de bactérias intestinas para outras regiões como, por exemplo, maçanetas das portas.
Resp.: B

Veja também:
Resolução da prova de biologia da Fagoc 2017-2 para medicina
Fagoc 2019 – prova de biologia para medicina parte 2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *