Faculdade de Medicina de Petrópolis 2019

Medicina de Petrópolis 2019 comentada

01) No esquema apresentado a seguir, os indivíduos assinalados em preto apresentam surdez causada pela mutação do gene conexina 26, de padrão autossômico recessivo.

No heredograma acima, são obrigatoriamente heterozigotos os indivíduos:
A) 4, 7 e 9
B) 1, 2, 6 e 8
C) 3, 6 e 8
D) 1, 2, 5 e 6
E) 1 e 2

02) A mutação conhecida como 35delG que ocorre no gene conexina 26, encontrado no braço longo do cromossomo 13, é responsável pela surdez congênita.
Esse locus é conhecido como hot spot (ponto quente) do gene, um lugar suscetível a alterações, provavelmente por causa da repetição da base guanina.
A base nitrogenada que se repete no gene conexina 26 é
A) exclusiva do ácido desoxirribonucleico
B) presa ao fosfato do DNA por ligações fosfodiéster
C) classificada como púrica ou purina
D) unida à base adenina por duas ligações de hidrogênio
E) complementar à base uracila

03) Apenas as células diploides podem sofrer meiose, dado que as células haploides têm um conjunto único de cromossomos que não pode mais ser reduzido. A Figura abaixo representa a anáfase II da meiose de uma célula animal.

O número diploide da célula que se está dividindo por meiose é igual a
A) 8 cromossomos
B) 12 cromossomos
C) 4 cromossomos
D) 16 cromossomos
E) 2 cromossomos

04) Durante o século XIX, quando o gás do carvão foi usado como combustível para a iluminação pública, foi verificado que o vazamento de tubulação de gás provocava a queda de folhas de árvores próximas. O gás responsável por esse fato era o gás etileno.
Além da abscisão foliar, outra função desse fitormônio é
A) promover o amadurecimento de muitos tipos de frutos.
B) estimular o crescimento do tubo polínico durante a dupla fecundação.
C) inibir a formação da raiz e de pelos absorventes.
D) retardar o envelhecimento da folha por inibição da degradação de proteínas.
E) atuar no fototropismo e no geotropismo

05) A neurocisticercose é um importante problema de saúde pública, principalmente em regiões onde as condições sanitárias são deficientes. É a infecção parasitária mais comum do sistema nervoso central e se caracteriza pela instalação, no cérebro, de uma larva da Taenia solium que pode causar sequelas neurológicas graves.
Um indivíduo adquire a neurocisticercose por meio da
A) ingestão da carne de porco com cisticercos viáveis do nematódeo.
B) absorção de larvas do parasita ingeridas com a carne de boi.
C) penetração ativa de larvas do helminto através da pele.
D) deglutição dos ovos ou proglotes gravídicos do platelminto.
E) picada do mosquito contendo formas larvais do verme.

Resolução:
01) Se pais normais (1 x 2) tiveram filha afetada (4), a característica em pauta é condicionada por alelo recessivo. Dessa forma, todos os indivíduos com símbolos escuros têm genótipo aa.
A seguir, o genótipo de todos os indivíduos envolvidos:

Resp.: B

02) Guanina é uma base nitrogenada derivada da purina (base púrica), presente tanto no DNA quanto no RNA. No DNA faz pareamento com a citosina.
Resp.: C

03) A figura mostra uma célula em anáfase II (está ocorrendo migração de cromossomos simples). Na meiose II o número de cromossomos já está reduzido à metade (os cromossomos ainda estão duplos). Analisando a figura, ocorre migração de 4 cromossomos simples para os polos da célula. Isso significa que a célula original tinha 2n=8 cromossomos.
Resp.: A

04) O gás etileno é muito empregado para estimular o amadurecimento de frutos.
Resp.: A

05) A cisticercose é adquirida através da ingestão de ovos de Taenia solium em água ou alimentos contaminados.
Resp.: D

Veja também:
UERJ 2019 – 2º exame – resolvido

0 thoughts on “Faculdade de Medicina de Petrópolis 2019

  • 18 de novembro de 2019 em 16:49
    Permalink

    site muito bom, ótimos conteúdos, auxiliam bastante na hora do estudo

    Resposta
    • 16 de dezembro de 2019 em 14:22
      Permalink

      Muito obrigado, Marco Antônio!

      Resposta
    • 18 de janeiro de 2021 em 15:29
      Permalink

      Muito obrigado, Marco!

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *