Copie a tag abaixo e cole-a entre as tags de todas as páginas do seu site google-site-verification=6rc-huWciP349Oc1oPC4nnUHwCwjzFDTuzY_HkpPJ3w

Albert Einstein 2019 – prova de biologia resolvida

01) Uma célula animal foi analisada ao microscópio, o que permitiu visualizar 4 cromossomos duplicados se deslocando para cada um dos polos da célula. Sabendo que a ploidia do animal é 2n = 8, a célula analisada encontra-se em
A) anáfase II da meiose.
B) metáfase da mitose.
C) anáfase da mitose.
D) anáfase I da meiose.
E) metáfase I da meiose.

02) Um garoto montou dois ecossistemas em recipientes fechados, ambos com terra úmida e um pequeno pé de alface.
Em um deles foram colocadas também algumas lesmas e no outro, algumas minhocas. Os recipientes foram mantidos em ambientes com temperatura, umidade e luminosidade adequadas à sua manutenção. Depois de algumas semanas, verificou-se que o pé de alface
A) foi beneficiado no ecossistema com lesmas e prejudicado no ecossistema com minhocas.
B) foi beneficiado pelos animais nos dois ecossistemas.
C) foi prejudicado pelos animais nos dois ecossistemas.
D) foi beneficiado no ecossistema com minhocas e prejudicado no ecossistema com lesmas.
E) não foi impactado pela presença dos animais em nenhum dos ecossistemas.

03) Um biólogo identificou a sequência das 369 bases nitrogenadas de uma molécula de RNA mensageiro (RNAm) maduro e funcional, transcrito a partir de um gene que apresentava íntrons e éxons. De acordo com essas informações, é possível concluir que o segmento de DNA a partir do qual o RNAm foi transcrito tem ________número de bases que aquele que tem o RNAm funcional. Após sua síntese, esse RNAm associou-se a um ________________ , que orientou a síntese de uma cadeia polipeptídica com ______________ aminoácidos.
As lacunas do texto devem ser preenchidas por:
A) maior – nucléolo – 369.
B) maior – ribossomo – 123.
C) menor – nucléolo – 369.
D) o mesmo – ribossomo – 123.
E) o mesmo – nucléolo – 124.

04) Duas espécies de raposas do Brasil, separadas há milhares de anos pela mata atlântica, estão cruzando entre si e produzindo filhotes híbridos, talvez porque a derrubada da maior parte da floresta tenha eliminado a principal barreira que existia entre elas. As raposas são a raposinha-do-campo (Lycalopex vetulus), típica do cerrado, e o graxaim-do-campo (Lycalopex gymnocercus), natural dos pampas gaúchos. Pesquisadores fizeram a primeira confirmação desse cruzamento ao analisarem dois animais classificados morfologicamente como L. vetulus, mas que apresentavam DNA mitocondrial de L. gymnocercus. A pesquisa prosseguiu analisando-se também o DNA nuclear das células de outros animais coletados. Seis raposinhas-do-campo tinham características de híbridos, inclusive a segunda geração (ou seja, netos do cruzamento original entre as duas espécies). Cinco delas tinham o DNA mitocondrial de graxaim e uma delas apresentou sinais de hibridização apenas no DNA nuclear.

(Folha de S.Paulo, 05.04.2017. Adaptado.)

Com base em conhecimentos sobre os mecanismos evolutivos e especiação, conclui-se que as duas espécies de raposas
A) passaram por um processo de convergência adaptativa que as levou ao isolamento reprodutivo e à especiação.
B) originaram-se de um grupo ancestral, mas o isolamento geográfico não as levou ao isolamento reprodutivo.
C) possuem isolamento reprodutivo pré-zigótico, mas não isolamento reprodutivo pós-zigótico.
D) passaram por um processo de especiação simpátrica durante o qual perderam o isolamento reprodutivo.
E) originaram-se por seleção artificial e por isso mantiveram suas características reprodutivas.

05) Acromatopsia é uma doença autossômica recessiva rara determinada por um par de alelos. Pessoas com essa doença pouco distinguem cores ou não as distinguem, podendo enxergar uma só cor. No heredograma, o avô de Renan e Bárbara apresenta a acromatopsia.

A probabilidade de Renan e Bárbara gerarem um menino com a acromatopsia será de
A) 1/16.
B) 1/8.
C) 1/32.
D) 1/64.
E) 1/4.

RESOLUÇÃO:
01) Como está ocorrendo migração de cromossomos duplicados, a célula encontra-se em anáfase (fase de migração dos cromossomos) I da meiose. Na mitose ocorre migração de cromossomos simples, bem como na meiose II.
Resp.: D

02) As minhocas auxiliam na aeração e descompactação do solo, além de contribuírem para o seu enriquecimento em nutrientes e, dessa forma, o pé de alface foi beneficiado. Por outro lado, na presença de lesmas, que são herbívoros, o pé de alface é prejudicado.
Resp.: D

03) O segmento de DNA que serviu de base para a transcrição possui um maior número de bases nitrogenadas que o RNA funcional (os íntrons são removidos para a formação do RNA funcional – processo conhecido como splicing). Esse RNA associa-se a um ribossomo, onde ocorre o processo da tradução, com a consequente formação de uma cadeia polipeptídica com 123 aminoácidos (cada aminoácido é codificado por um códon = 3 bases consecutivas).
Resp.: B

04) As duas espécies descendem de um ancestral comum e o tempo de isolamento geográfico que ocorreu entre elas foi insuficiente para que ocorresse um isolamento reprodutivo.
Resp.: B

05) A mãe de Renan e o pai de Bárbara são obrigatoriamente heterozigotos, pois, são normais (possuem o alelo A) e herdaram o alelo a da mãe deles (com acromatopsia).
Para que Renan e Bárbara tenham um menino com acromatopsia, eles precisam de ser heterozigotos.
Então, primeiro, é preciso determinar a probabilidade de Renan ser heterozigoto e a probabilidade de Bárbara ser heterozigota.

O cruzamento que deu origem a Renan é:
AA x Aa.
Desse cruzamento, há 50% de chances de Renan ser AA e 50% de chances dele ser Aa.

Agora, Bárbara:
O cruzamento que deu origem a ela é AA x Aa.
Então, há 50% de chance de Bárbara ser AA e 50% de chance dela ser Aa.

Considerando o casal (Renan e Bárbara) heterozigotos, tem-se o seguinte cruzamento:
Aa x Aa

A chance de sair uma criança (independente do sexo) com acromatopsia é de ¼.
A chance de sair um menino com acromatopsia é ½ x ¼ = 1/8 (se os pais forem Aa).
A chance de cada genitor ser Aa é ½.
Então, a probabilidade de nascer um menino com acromatopsia é : ½ x ½ x 1/8 = 1/32
Resp.: C

VEJA TAMBÉM:
Albert Einstein 2017 – prova de biologia resolvida

0 comments… add one

Leave a Comment

Pular para a barra de ferramentas