Albert Einstein 2022 – prova de biologia resolvida

ALBERT EINSTEIN 2022  – RESOLUÇÃO DA PROVA DE BIOLOGIA

01) O gráfico mostra a concentração de ácido úrico encontrada na urina de cinco espécies endêmicas de vertebrados que vivem em algumas regiões do Brasil. Tais espécies possuem adaptações fisiológicas que lhes permitem viver em diferentes áreas geográficas, onde varia a quantidade de água durante o ano. De acordo com o gráfico, a espécie que tem maior chance de ser encontrada na Caatinga é a indicada pelo número

A) 5.
B) 3.
C) 2.
D) 4.
E) 1.

02) Um estudo feito por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, sugere que a perda de um gene (CMAH) no ancestral humano foi o que tornou o Homo sapiens propenso à aterosclerose, ou seja, à formação de placas de gorduras nas artérias que pode afetar o coração.
Provavelmente o gene CMAH regula uma série de aspectos bioquímicos, relacionados ao acúmulo de gordura. Para chegarem a essa conclusão, os pesquisadores modificaram o gene de ratos em laboratório com o objetivo de interromper a produção de uma molécula Neu5Gc — processo comandado pelo gene ausente em humanos. Com isso, o depósito de gordura nos vasos sanguíneos dos roedores aumentou e a eliminação total do tal gene fez com que a severidade da aterosclerose praticamente dobrasse nesses animais.
(Sabrina Brito. “Corações frágeis”. Veja, 31.07.2019. Adaptado.)

O estudo citado no texto e os conhecimentos sobre o assunto sugerem que

A) o gene CMAH comanda a síntese de uma substância indutora da formação de gorduras nos vasos coronarianos.
B) na população atual as pessoas magras foram selecionadas positivamente porque apresentam o gene CMAH.
C) ocorreu, aleatoriamente no ancestral humano, uma alteração em um ou mais éxons do gene CMAH.
D) a molécula Neu5Gc é um tipo de proteína sintetizada no núcleo das células dos ratos não modificados.
E) os ratos modificados geneticamente são transgênicos, os quais gerarão filhotes 100% idênticos entre si.

03) A figura ilustra a reprodução do coronavírus no interior de uma célula hospedeira.

Considerando a multiplicação do coronavírus apresentada na figura e os conhecimentos sobre o assunto, constata-se que o vírus
A) utiliza todas as proteínas presentes no envelope viral para penetrar na célula hospedeira.
B) realiza a síntese de proteínas utilizando os RNA transportadores da célula hospedeira.
C) utiliza a enzima integrase para acoplar o RNA viral no núcleo da célula hospedeira.
D) realiza a transcrição reversa ao sintetizar o RNA genômico e subgenômico
E) pode originar variantes se ocorrerem mutações nas traduções dos RNA ribossômicos.

04) No século XVII, o biólogo e físico holandês Jean-Baptiste van Helmont (1580-1644), estudioso da fisiologia das plantas, defendia a geração espontânea e procurou demonstrar a origem da matéria que permitia às plantas crescerem em vasos.

No experimento, Helmont plantou uma árvore jovem de salgueiro, de 2,28 kg, num vaso com 90,72 kg de terra. Após 5 anos, com hidratação contínua, a biomassa da árvore aumentou para 76,66 kg. Com base nos conhecimentos sobre fisiologia vegetal, a planta ganhou massa porque

A) fixou o carbono da atmosfera e utilizou o hidrogênio da água para produzir a matéria orgânica.
B) foi mantida no ponto de compensação fótico e dessa forma conseguiu realizar mais a fotossíntese.
C) passou a sintetizar o hormônio ácido abscísico, que estimulou a multiplicação celular.
D) absorveu grande quantidade de sais minerais do solo, reduzindo-o em 25% da quantidade inicial.
E) dependeu exclusivamente do consumo de água e de um pouco de sais minerais para crescer.

05) Dinitroanilinas são uma família de herbicidas que interagem com as tubulinas beta, impedindo-as de se associar às tubulinas alfa, ambas existentes no citoplasma das células vegetais.
Essa interferência causada por esses herbicidas prejudica uma planta daninha porque pode afetar
A) a absorção de luz pela clorofila.
B) o transporte de seiva bruta.
C) o movimento por ciclose dos cloroplastos no citoplasma.
D) as mitoses na região meristemática.
E) a condensação dos cromossomos autossomos.

RESOLUÇÃO:
01) Organismos que vivem na caatinga devem apresentar adaptações à escassez hídrica. Dessa forma, para vertebrados, a eliminação de ácido úrico como principal excreta nitrogenada é uma ótima adaptação à vida neste bioma, visto que o ácido úrico exige pouquíssima (ou nenhuma) água para sua eliminação.
Resp.: A

02) Em algum momento, no passado, aconteceu uma alteração em um ou mais éxons (regiões codificantes de um gene) do gene CMAH, relacionado com o depósito de placas de gorduras na parede dos vasos sanguíneos. E essa característica foi transmitida aos descendentes, perdurando até os dias atuais.
Resp.:C

03) Durante o processo de reprodução de um vírus, apenas o material genético é de origem viral. Todos os demais componentes são da própria célula. Dessa forma, os RNA’s transportadores envolvidos com a tradução do RNAm, bem como os aminoácidos envolvidos na síntese das proteínas virais são de origem celular.
Resp.: B

04) O aumento da massa de um vegetal deve-se à incorporação de matéria orgânica, através da fotossíntese. Assim, com utilização de CO2 do ar e de hidrogênios provenientes da água, a planta sintetiza matéria orgânica, aumentando a sua massa.

05) As moléculas de tubulina estão envolvidas com a formação das fibras do fuso durante o processo de divisão celular. Ao impedir a associação das moléculas de tubulina, a droga interfere diretamente no ciclo celular.
Resp.: D

VEJA TAMBÉM:
Resolução da prova de biologia do Albert Einstein 2016
Resolução da prova de biologia do Albert Einstein 2016-2
Resolução da prova de biologia do Albert Einstein 2017 
Resolução da prova de biologia do Albert Eintein 2017-2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *